Metal Open Air 2012 Cancelado – Entenda o que aconteceu


Saiba tudo sobre o Metal Open Air. Entenda o que aconteceu no MOA. Saiba com detalhes sobre o tão comentado, falado e criticado festival brasileiro que transformou o país em uma piada no setor de eventos mundiais.

O Metal Open Air veio ao mundo prometendo ser um dos maiores festivais brasileiros. Na teoria seria algo extremamente admirável para o país e para o nicho musical do metal que no Brasil é carente de festivais deste porte que privilegiem a enorme gama de fãs que possui e seus virtuosos músicos que constam entre os mais famosos do mundo. O Metal Open Air prometeu muito. Prometeu trazer as bandas mais importantes que lhes foi possível tanto brasileiras quanto do exterior. Prometeu uma estrutura sem precedentes criada em São Luís do Maranhão; prometeu trazer o ator Charlie Sheen como mestre de cerimônias e prometeu pacotes de tirar o queixo que possibilitariam aos fãs ficarem no mesmo local que seus ídolos e ver os shows de perto.

Metal Open Air: Dias antes

Os problemas do Metal Open Air começou dias antes do ínicio dos shows (que seria nos dias 20, 21 e 22 de abril de 2012). Palcos não foram montados a tempo, nem o setor de camping, as bandas não receberam informações; algumas começaram a cancelar suas participações na semana do festival, a equipe de sonorização resolveu abandonar o evento e a saída dos organizadores foi apelar para equipes de sonorização que fazem o som das micaretas do Estado, os bombeiros e outros órgãos apresentaram uma lista de irregularidades no festival um dia antes do mesmo ocorrer. Enfim, o show de horror já estava anunciado bem antes da sexta-feira que iniciaria o “maior festival brasileiro de metal”.

Caos, Vergonha e Cancelamento

Na sexta-Feira implantou-se o caos. Na metade do dia 15 das 43 bandas que se apresentariam desmarcaram suas apresentações. Praticamente todas falaram a mesma coisa: ou o cachê não havia sido pago, passagens não foram pagas e foram canceladas pela companhia de viagem; horários e confirmações não foram enviadas às bandas, exceto pela headliner Venon que foi “simpática” e deu uma desculpa qualquer informando que os vistos foram enviados para a África do Sul ao invés de ser para América do Sul. Todas as outras deixaram claro que não receberam de uma ou outra forma o que lhes era devido. Bandas grandes como a de Genne Simons informou não vir ao Brasil por estar com medo do que poderia lhes ocorrer. Enfim, uma vergonha e um caos generalizado.

Por fim, em meio a um verdadeiro mar de problemas técnicos e estruturais o Metal Open Air foi cancelado neste domingo (dia 22 de abril) e ao todo das quarenta e três bandas que participariam apenas treze se apresentaram. Uma vergonha sem precedentes para a história brasileira e um passo gigantesco atrás no nosso setor de eventos que levou anos para entrar no mundo do entretenimento e tornar-se um ponto no mapa dos grandes festivais internacionais.

Compartilhar:
Deixe sua opinião:
Mensagem

Copyright 2010/2012 - Todos os direitos reservados.